AUTOR: Francisco Barrios Marco, Fisioterapeuta

Os primeiros indícios da artrose são dores nas articulações. A dor dificulta a mobilidade com a qual se perde força. Ao diminuir a massa muscular, esta perde a sua capacidade de diminuir os impactos e as articulações sofrem mais com o movimento. Gera-se assim um processo no qual o avanço da deterioração se mostra inevitável. Com o passar do tempo as articulações que precisam dessa diminuição extra que deveriam proporcionar os músculos de fibra estriada são as mais afectadas. Os joelhos, as ancas e a coluna vertebral sofrem de forma especial as limitações e a dor que esta patologia cria.

O tratamento com magnetoterapia está orientado para a diminuição da dor e para retardar o processo degenerativo que acompanha a artrose. É benéfico integrar a magnetoterapia com exercícios activos que favoreçam o fortalecimento da musculatura próxima da zona afectada pela artrose. É também aconselhável o uso da electroestimulação para melhorar a força muscular sem sobrecarregar a articulação. A utilização da electroterapia com correntes que melhorem a vascularização e diminuam a dor ajuda em todo o processo de reabilitação.